Carregando...

TransplanteRenal

O Transplante Renal é uma opção de tratamento para os casos mais graves de pacientes com doença renal crônica. Nesse procedimento, um rim saudável de uma pessoa viva ou já falecida é doado a um paciente que apresenta o quadro de insuficiência renal avançado. Após a implantação. O novo órgão passa a exercer funções de filtração e eliminação de líquidos e toxinas. Os rins que o paciente já possui não são retirados na maioria dos casos, apenas se passarem a representar risco de infecção ou hipertensão ao paciente.


Com o transplante renal, o paciente passa a apresentar como principal vantagem a melhora na qualidade de vida, já que após o procedimento ocorrerá a substituição da função renal e a garantia de mais liberdade na rotina diária do paciente. O encaminhamento para a realização desse procedimento é feita após o nefrologista avaliar o paciente, analisando os exames de sangue, urina e imagem.


Pacientes que possuam enfermidades hepáticas, cardiovasculares ou infecciosas sem controle ou quadros graves de desnutrição não poderão realizar o transplante renal. Se o mesmo estiver em um tratamento conservador desde o início da doença, haverá a possibilidade de programar o momento necessário para a realização do transplante de rim, mais precisamente, na fase avançada da patologia, e necessariamente com um doador vivo.


Por se tratar de uma doença silenciosa, muitas vezes é descoberta em fases avançadas, quando não há tempo suficiente para programar o tratamento desejado. Assim, muitos pacientes iniciam o tratamento por meio da hemodiálise ou diálise peritoneal, sendo posteriormente inscritos na lista de transplante de rim ou recebendo o órgão de um doador vivo.