Carregando...

Doença Renal Crônica

Nos últimos anos, a incidência de pacientes acometidos por doença renal crônica mais que dobrou no Brasil. Essa patologia é caracterizada pela lesão renal e perda progressiva de caráter irreversível dessa função. Quando a patologia já está em seu nível mais avançado, conhecido como fase terminal, os rins não possuem mais a capacidade de manter o funcionamento total das funções.


A ocorrência dessa patologia está diretamente ligada a duas outras doenças bastante comum entre os brasileiros: a hipertensão e o diabetes. O rim é um dos responsáveis pela regulação da pressão arterial, por isso quando ocorre qualquer alteração em seu funcionamento, o descontrole da pressão arterial pode ser uma das consequências. Controlar as funções renais é uma das atitudes básicas para a prevenção da doença.


Em casos de pacientes diabéticos, essa patologia pode danificar diretamente os vasos sanguíneos, levando ao comprometimento das funções destes órgãos. Como consequência, os rins não conseguem filtrar o sangue da maneira adequada. Cerca de 25% dos pacientes com diabetes tipo I e aproximadamente 10% dos portadores do tipo II da doença, apresentam quadros de insuficiência renal.


Devido à lenta evolução da doença renal crônica, o organismo dos pacientes passa a se adaptar a diminuição das funções renais, o que leva ao diagnóstico tardio e ao comprometimento grave das funções do órgão. Entre os sintomas mais comuns estão: aumento do volume e alteração na coloração da urina, incômodo ao urinar, inchaço nos olhos, tornozelos e pés, dor lombar, anemia, fraqueza, enjoos acompanhados de vômitos e alterações na pressão arterial.


Ao procurar o médico nefrologista, o paciente receberá a recomendação para a realização de dois exames: análise da urina, para identificação da presença de albumina (um tipo de proteína) na urina e o sanguíneo para a verificação do nível de creatinina. Ao pararem gradativamente de funcionar, os rins passam a atuar de maneira desorientada, comprometendo o equilíbrio funcional do organismo do paciente.